29 jun Como montar um e-commerce para chamar de “seu”

Vivemos na era do empreendedorismo. De acordo com pesquisas, quase 40% dos brasileiros adultos são donos de seu próprio negócio ou estão envolvidos na criação de uma empresa. Na crise, sempre há oportunidades para novas ideias e novas demandas.

Além de novas ideias, também há aqueles habilidosos, produzindo produtos únicos e exclusivos. E, hoje em dia, o melhor lugar para se vender, é na internet. É claro que você pode também vender em loja física ou usar revendedores, mas por que não ter seu próprio e-commerce?

É sobre isso que vamos falar agora. Você sabe tudo que precisa para montar um e-commerce?

Primeiro, é preciso ter uma ideia, um produto. Mas, se você está aqui, é porque provavelmente já tem uma ou faz parte de uma equipe com uma (ou talvez conheça alguém e está dando aquela mãozinha 😉 ).

Agora vamos à parte prática.

Plataforma e meios de pagamento

Antes de tudo, você precisa escolher sua plataforma. Hoje em dia existem diversos serviços que montam uma loja online em minutos para você. É preciso ter cuidado. Escolher uma plataforma barata e simples, em um primeiro momento, pode até parecer bom. Mas se seu business decolar (que é o que esperamos), você vai precisar trocá-la devido aos recursos limitados da plataforma escolhida.

A sugestão é escolher uma plataforma com uma interface que seja instintiva, mas que tenha recursos bons como integração com meios de pagamento como PayPal e PagSeguro (apesar das taxas, são serviços que permitem com que você aceite cartão de crédito, por exemplo — são as recomendadas para e-commerces iniciantes, especialmente para evitar fraudes) ou mesmo tenha integração direta com as principais bandeiras de cartão.

Outro ponto muito importante para a escolha da plataforma é garantir que ela tenha uma ferramenta que permita a otimização do SEO, ou seja, otimização de termos para que seu e-commerce apareça entre os primeiros colocados nas buscas do Google.

Uma dica é usar o Google Webmasters Tool que analisa seu site, dá dicas de melhorias e acelera o processo de indexação no buscador.

Neste site tem uma lista com diversas ferramentas para você analisar com calma a que melhor se enquadra nas suas necessidades.

Segurança 

Como você deve saber, o brasileiro é muito desconfiado. Então, é importante ganhar a confiança de seu cliente para que ele tenha certeza de que está em um ambiente seguro (os intermediadores de pagamento já ajudam nesse aspecto).

BM2OM50PLOO SSL (Secure Socket Layer) é obrigatório para qualquer e-commerce. É o SSL que vai proteger as informações de seus clientes que são fornecidas em seu site. Diversas vezes, a plataforma escolhida já tem este selo, mas é sempre melhor garantir, certo?

Imagens dos produtos

IZ8QOQWSBM

Parece óbvio, mas é de extrema importância que as imagens de seus produtos estejam muito bonitas e apresentáveis. Muitas vezes é somente nelas que o consumidor vai se basear para realizar a compra.

Sim, você está só começando e não tem dinheiro para um fotógrafo profissional. O ideal é que a foto seja tirada com uma máquina fotográfica, mas se a verba estiver realmente curta, um bom smartphone pode dar conta do recado no início. Especialmente se você usar a dica da montagem de um mini estúdio do vídeo abaixo:

Caso não queira fazer você mesmo, a Mutu está com um produto bem interessantes, o Pop Up Studio – que já vem com iluminação -, que você pode transportar para onde quiser:

Divulgação (o famoso marketing)

3M1WKORDOLNesta parte, a imaginação pode ajudar bastante. Você pode usar redes sociais como facebook (ter sua própria página e não um perfil), twitter, instagram. São ferramentas simples de mexer (e gratuitas, caso não queira anunciar) e que tem grande alcance. É importante garantir que as imagens de suas postagens sejam atrativas e engajantes (você pode usar as dicas do tópico anterior).

Além disso, é recomendado que você utilize também o Google Adwords para criar anúncios nas buscas e também colocar banners em sites relacionados.

Está sem verba para um designer? O site Snappa pode te ajudar. Com uma versão gratuita, ele já cria layouts nos tamanhos e formatos necessários sem necessidade de muito conhecimento em design. Mas, assim que tiver uma verba, contrate um profissional para que sua marca tenha uma identidade visual boa e de acordo com aquilo que você acredita.

Para finalizar, e-mail marketing também é uma ótima ferramenta e que gera boas conversões (vendas, é bom começar a se acostumar com os termos). Tome cuidado para não mandar muitos e-mails fazendo com que seus clientes o marquem como spam. Para começar, o MailChimp tem uma versão gratuita que permite que você envie 12.000 e-mails por mês para uma base de até 2.000 clientes.

Insights (dados, números, …)

Em um e-commerce, a performance de cada ação feita é importante, então é preciso saber exatamente como está a performance de cada ação.

Uma ferramenta muito boa para medir tudo que está sendo feito, é o Google Analytics. É possível que a plataforma escolhida por RCFX768X06você para montar seu e-commerce já tenha a integração com o GA. Se sim, ótimo! Se não tiver, é recomendado um investimento para que as tags sejam colocadas. Por lá você pode ver exatamente qual meio está trazendo mais audiência e qual meio está com a melhor performance de conversão (número de visitas dividido pelo número de compras realizadas a partir daquele meio).

Não necessariamente o meio que mais traz audiência é o meio que melhor converte. Nesse caso, pode ser um investimento melhor colocar mais verba no meio que está convertendo melhor.

Logística

Não adianta vender produtos online se você não consegue entregar, não é mesmo? E nem sempre é fácil. Tem alguns passos para serem seguidos: receber o pedido, verificar pagamentos, separar o pedido, embalar a mercadoria, emitir a nota fiscal, enviar a mercadoria e manter o cliente ciente do andamento da entrega.

Para um e-commerce pequeno, até a parte de fazer a entrega, não é tão problemático. Seu estoque não é tão grande (ele pode estar na sua casa!), e não há tanta separação. Mas é preciso organização.

Nós te ajudamos com o resto. Chamando a Loggi, nós retiramos a mercadoria onde você estiver e entregamos para o cliente, além disso, enviamos um sms para o cliente com um link para que ele acompanhe a entrega dele em tempo real.

Untitled-2

Pronto! Agora você pode começar a vender seus produtos no seu próprio e-commerce. Boas vendas!

Comentários