21 out Primeiros passos para conseguir um investidor

Você teve uma ideia brilhante e montou uma boa equipe para tirá-la do papel. Começou a desenvolver seu produto ou serviço. Conseguiu seus primeiros clientes, está com um atendimento ao consumidor de qualidade. Você está pronto para dar o próximo passo: conseguir um investidor.

Muitas empresas têm o crescimento baixo ou nem mesmo conseguem crescer por um problema muito comum: a falta de investimento. Algumas vezes, empresas fecham antes mesmo do primeiro ano por falta de planejamento (veja aqui como prevenir), e um investidor pode fazer uma grande diferença nesse momento. Mas a pergunta é: como consegui-los?

Primeiro precisamos entender a diferença entre investidores. Para simplificar, existem 3 tipos de investidores: o anjo, o seed e as ventures capitals.

  • Investidor-anjo

O anjo é aquele investidor inicial que coloca uma quantia menor de verba no seu negócio para fazê-lo tomar forma e poder se organizar para crescer. O investidor-anjo pode também ajudá-lo com a verba inicial, se for o caso.

  • Investidor Seed

O segundo passo. Com montantes de investimento que podem variar de R$ 500 mil até R$ 2 milhões, eles procuram startups um pouco mais consolidadas e com resultados mais efetivos e de longo prazo.

  • Venture capital

Finalmente, as ventures capital que investem em empresas que já estão com um nível de faturamento mais alto.

Pronto, agora que você já sabe que tipo de investidor procurar de acordo com o estágio do seu negócio, você precisa saber como consegui-los.

Ter uma ideia boa (e potencialmente lucrativa) é essencial, mas isso não garante que você vá conseguir convencer alguém a investir no seu negócio. É importante que você saiba vendê-lo em poucas palavras. Para colocar em termos de mercado, é preciso que você tenha o “pitch” perfeito. Uma frase, uma definição curta do que é o seu negócio, qual problema ela soluciona e porque ela é financeiramente atrativa (afinal, o investidor quer ter retorno).

O pitch serve para que você consiga vender sua ideia em apenas um minuto. Se o pitch não for bom, muitos investidores nem querem ouvir o restante de sua apresentação.

Depois do pitch, é preciso ter algumas outras características que vão ajudá-lo a destacar-se entre tantas outras que também querem/precisam de investimento. Uma equipe qualificada, resultados e um perfil empreendedor ajudam na hora de convencer os investidores.

Para finalizar, esteja sempre atento. Existem encontros, competições e diversas oportunidades para que você possa mostrar sua ideia. Quem sabe você não conhece alguém por meio de um amigo em uma conversa de bar?

Se quiser saber um pouco mais sobre investimentos, o site da Endeavor pode ser um bom começo para você https://endeavor.org.br/

Comentários