09 jan Tecnologia: o que esperar de 2017?

Como todo ano que começa, as expectativas estão altas. O que vai evoluir e o que vai se tornar ultrapassado neste ano? Para acabar com essas dúvidas, selecionamos as principais 4 tendências de 2017 na área de tecnologia e que certamente vão impactar o mundo dos negócios.

Então vamos lá:

1. “Realidade mista”

A diferença entre os realidade virtual e a realidade aumentada é a seguinte: enquanto a RV te coloca em um mundo diferente, a RA é um overlay (uma camada) por cima da realidade. O próximo passo? Juntar os dois. Criar um mundo virtual que lê o mundo real e permite que você interaja com ele de forma mais orgânica, criando uma experiência única.

Nós vimos nos últimos anos que a relativa popularização da realidade virtual, em produtos como Oculus Rift ou até mesmo o Google Cardboard, foi um grande sucesso. Gigantes como a Samsung desenvolveram seus próprios gadgets que já estão disponíveis no varejo.

Além disso, o sucesso de jogos de realidade aumentada, como o Pókémon Go, que tornaram nosso dia a dia um pouco mais divertido, fizeram com que marcas como a Nintendo ficassem 24% mais valiosas da noite para o dia (e 36% na mesma semana).

O vídeo abaixo explica um pouco sobre a realidade mista:

E é claro, tem bastante gente investido nesse tipo de tecnologia:

2. Varejo “seamless”

Sabemos que o futuro do varejo (principalmente físico) é se tornar cada vez mais simples e integrado ao mundo digital. Inovações tecnológicas como mobile paymet, beacons ou NFC vem tornando a experiência de compra cada vez mais fluída e conveniente.

Isso não é novidade, mas a Amazon vem levando essa tendência a um novo patamar. Criou uma loja física onde você faz “check in” com seu celular com cartão cadastrado, e depois basta pegar os produtos na prateleira e pronto. Sem caixas, sem filas e sem o trabalho de pagar. Todos os produtos que você pegar serão reconhecidos automaticamente pela loja e a compra será cobrada na sua fatura do cartão.

Mas porque ir à loja se você pode comprar produtos sem nem precisar de um computador ou celular? A Amazon também criou o Amazon Dash Button: um botão que você deixa na sua casa e, quando o produto estiver acabando, você simplesmente aperta o botão e o produto chega em sua casa no dia seguinte.

3. Objetos conectados + comando por voz

Tecnologia mobile está se espalhando por todos os lados e objetos estão cada vez mais conectados. Isso vale para o seu carro ou mesmo máquina de café. Esse movimento vem sendo chamado de Internet das Coisas e em 2017 vamos vê-lo se consolidar ainda mais.

No ano passado, o CEO e criador do Facebook, Mark Zuckerberg, desenvolveu o Jarvis (inspirado no herói homem de ferro) e deixou sua casa totalmente inteligente e integrada.

Ok, mas você não é um gênio da programação. Isso não é um problema 😉

Assistentes virtuais como o Google Home ou o Amazon Echo já estão disponíveis e você pode integrá-los com seu celular, televisão, videogame e até mesmo com as lâmpadas da sua casa! Para deixar tudo ainda mais legal, tudo é feito por meio de voz: é só falar que eles executam. Bom, não?

Aqui você pode ver muitos artigos sobre tecnologias que podem ser aplicadas na sua casa.

4. Carros “self-driven”

As tendências automobilísticas são muitas, poderíamos fazer um post só sobre isso. Mas o que todos queremos saber é sobre os carros que dirigem sozinhos, certo?

Algumas inovações, como sensores de freio automático, já começaram a ser implementadas, mas ainda falta um pouco para que nem precisemos mais pilotá-los. A Tesla está trabalhando duro com IA e já tem alguns resultados bem interessantes. No vídeo abaixo, o carro prevê o acidente adiante, liga um alerta sonoro e freia automaticamente (muito antes dos carros ao lado).

A tendência para esse ano é a implementação de itens que facilitem um pouco a vida do motorista com foco em especial na segurança (freio automático, sensor para motoristas sonolentos) e trânsito. A Audi, por exemplo, está integrando seus carros com o sistema de trânsito da cidade para prever quando o farol vai abrir.

Já a Ford planeja produzir carros “self-driven” em massa já em 2021. Será que eles conseguem antes?

2017 vai ser cheio de novidades e nós mal podemos esperar pelas surpresas que vem por aí!

Comentários