17 maio Apps melhoram vida dos motoboys

O jornal Valor Econômico fez uma reportagem sobre como os aplicativos de motoboys estão transformando a vida de entregadores e entregadoras. E a principal entrevistada foi a nossa motogirl Kelly Cristina Silva Carneiro, que é parceira da Loggi há mais de um 1 ano. Legal, né?

Ela contou um pouco de sua rotina, principalmente sobre como sua vida mudou depois que deixou o trabalho em uma empresa para se tornar microempreendedora e trabalhar diretamente com os aplicativos.

Para ela, uma das grandes mudanças sentidas é o aumento de sua auto-estima. “Me sinto muito mais respeitada como microempresária do que quando era funcionária contratada”, conta.

Além disso, ela ganhou muito mais flexibilidade na rotina: se tem compromissos familiares para resolver ou não se sente muito disposta, Kelly decide não trabalhar no dia. Com isso, a motogirl consegue conciliar melhor a vida familiar com o trabalho de um jeito muito mais fácil do que se estivesse contratada.

Os ganhos também aumentaram consideravelmente: Kelly consegue chegar a uma renda mensal de R$ 4.000,00 trabalhando 8 horas diárias. Antes dos aplicativos, ela ganhava R$ 2.200,00 trabalhando das 8h00 as 18h00. “Tirando gasolina e gastos extras como reposição de peças da moto, ficava de fato com R$ 1400”, diz.

Confira o texto na íntegra aqui: (Para acessar, é necessário se cadastrar)

Comentários

Tags:
,